Grande sucesso para a 15ª edição da Feira do Livro para Boys of Bra, que desde quarta-feira 21 até domingo 25 trouxe ao Zizzola o melhor da indústria editorial, autores de nível, shows, exposições e concertos, com mais de 15 mil visitantes e muitas iniciativas dedicadas à liberdade, tema 2014 da kermesse.

Um momento da cerimônia de premiação

O fechamento tradicional do evento foi a entrega do "Premio Giovanni Arpino", um prêmio para literatura infantil. Para a categoria "escolas primárias", o júri - composto por jovens da Câmara Municipal, que nos últimos meses leram todos os volumes em competição - recompensou Angelo Petrosino com o nome "Olá, meu nome é Antonio", Sonda. "Este livro - lê a motivação - conta de forma emocionante as aventuras de uma criança de nossa idade. Usando uma linguagem clara mas cativante, ele consegue transmitir emoções profundas e permite ao leitor refletir em valores importantes como honestidade e justiça ". O segundo prêmio, novamente para a seção da escola primária, vai ao "Swing of Happiness" de Maria Strianese, Raffaello Editrice, "uma história convincente e emocionante que nos faz refletir sobre o valor das afeições e como os entes queridos que estão ao nosso lado influenciam o caminho de crescimento de cada um de nós ".

Na categoria de "primeiro ano do ensino médio", a "História de Malala" triunfou pela jornalista Viviana Mazza (Mondadori Editore), um livro no qual "a força com que o protagonista enfrenta a adversidade que encontra no caminho dela" emerge - explica os jovens jurados -. Seu comportamento e sua coragem são um exemplo para todos nós, o que nos estimula a olhar para o futuro com maior positividade, mas também para tomar consciência das habilidades que todos nós temos e das quais às vezes nem percebemos ". Em segundo lugar, "Ricordare Mauthausen" de Patrizia Marzocchi (Edizioni Raffaello), um volume que "se entrelaça de maneira envolvente e problemas de nossos dias, como bullying, desemprego, intolerância, pobreza e racismo, com uma parte mais histórica, que se conecta aos campos de concentração e as consequências que causaram a quem foi vítima. A história contada - os membros do conselho municipal explicam - lida com questões desafiadoras, mas a leitura é agradável e atraente, e o autor é muito hábil em tornar os personagens realistas e interessantes ".

Além dos autores do "Premio Arpino", a Feira do Livro de Crianças Bra também concedeu escolas que participaram da "Liberdade de ... liberdade de ...": receba um voucher para comprar o euro 500 para gastar em materiais escolares "Primo Levi" em Fossano, a seção Coccinelle da escola maternal "Sant'Andrea Centro Storico" em Bra e o Instituto Salesiano "San Domenico Savio" em Bra.

A Feira do Livro Infantil foi organizada pelo Município de Bra e pela Fundação Politeama Teatro del Piemonte em colaboração com a Região do Piemonte, a Província de Cuneo, a Autoridade de Turismo de Alba Bra Langhe e Roero, a Fundação CRC, a Fundação CRBra, o Parque Cultural Piemonte Umano, a Feira Internacional do Livro de Turim, as livrarias de Braida "Crocicchio Cartoleria" e "Premiata Libreria Marconi" e Baratti e Milão. (Em)

Info: City of Bra - Tourist Office e Manifestazioni

Tel. 0172.430185 - infopoint@comune.bra.cn.it