O arquivo histórico do arco da cidade é um complexo documental de importância primária, cobrindo um período de tempo do século XIII para 1972 e tem um desenvolvimento linear de cerca de 540 metros.

A estrutura atual é dividida em três seções cronológicas:

  • Arquivo (1272-1870), criado pelo professor Edoardo Mosca em 1959;

  • Seção separada (1871-1937)

  • Depurar arquivo (1938-1972)

Estes últimos criados no 1977 pelo contador Mula. A seguir está a digitalização dos registros de inventário das seções indicadas.

Os estoques (link externo)

Arquivo

Gerenciamento separado 1

Gerenciamento separado 2

reordenar

O Município de Bra aprovou com Resolução do Conselho Municipal no. 169 do Projeto 23.04.2004 para a reordenação, inventário e aprimoramento do arquivo histórico, confiando os arquivos Roberta Audenino e Wanda Gallo. O trabalho, articulado em quatro anos e meio, começou 1 junho 2004 e fornece:

  • a criação de um banco de dados informatizado de descrições de arquivos, que permitirá o acesso à documentação mais flexível e elástica possível

  • a revisão dos três inventários existentes (correspondente à estrutura de arquivo tripartite atual) para identificar lacunas

  • A reordenação completa de toda a documentação de acordo com o método histórico-sistemático, que envolve a reconstrução da estrutura original do arquivo

O arquivo e sua reordenação são um estudo de caso que é muito útil para a formação de futuros arquivistas reorganizadores. Por esta razão, a Cidade de Bra hospedou os alunos da Escola de Arquivos admitidos nos Arquivos do Estado de Turim para uma visita à educação.

Apenas do primeiro ano de trabalho (junho 2004-junho 2005), essas principais realizações:

  • arquivamento da primeira seção Arquivo histórico, igual a uma corrida linear de medidores 142
  • criando um banco de dados computadorizado das descrições sobre as unidades de arquivo 5.800
  • descrição de documentos que não aparecem nos inventários atuais, igual ao 15% das unidades previamente registradas
  • detecção e correção de vários erros nos inventários atuais relacionados a: - descrição - namoro - atribuição de peças a seções cronológicas - identificação de alguns arquivos agregados (Santuário da Santíssima Virgem das Flores, Sociedade Filarmônica, Guarda Nacional) - Reconstrução da história de ' Arquivo do século XVIII ao 1972.
O trabalho de inventário está quase concluído, seguido de um processo laborioso de catalogação.

Anexos:
Baixe este arquivo (modulooaccessoarchivio.pdf)moduloaccessoarchivio.pdf[O formulário para solicitar documentos de arquivo.]0 kB