Nova planta
Novas intervenções de plantas são aquelas para o uso de áreas não estruturadas.
De acordo com o procedimento estabelecido pelo Regulamento da Polícia Mortuaria e pelo Plano Regulatório Cimiterial, para o início das operações, o início do trabalho deve ser autorizado por ordem formal pelo Gerente do Departamento de Obras Públicas, acompanhado de um relatório assinado de oficial técnico qualificado em formas especiais.
O relatório deve ser complementado com elaborações técnicas adequadas.
No final da entrevista, é necessária uma comunicação de fim de trabalho, acompanhada de uma Declaração de conformidade estática preparada por um técnico qualificado.
As novas obras de plantio devem ser iniciadas dentro de um ano e concluídas no prazo de três anos a contar da data da concessão da área, a menos que os prolongamentos se justifiquem para serem solicitados e obtidos pelo mesmo procedimento descrito acima.
Manutenção ordinária
O trabalho de manutenção ordinária consiste em obras de reparação, renovação e substituição dos acabamentos de produtos de construção e os necessários para complementar ou manter instalações técnicas existentes, desde que não impliquem modificações nas estruturas ou na organização de construção.
Para o trabalho de manutenção ordinário, basta uma comunicação prévia escrita no Departamento de Obras Públicas do Município, acompanhada de uma descrição concisa do trabalho a ser realizado e seguido, no final da intervenção, por uma comunicação de trabalho, ambos escritos em um formulário específico.
O trabalho de manutenção ordinária não deve, no entanto, durar mais de sessenta dias para uma comunicação, exceto por qualquer motivo prolongado para se candidatar e obter o mesmo procedimento acima.
Manutenção extraordinária
O trabalho de manutenção extraordinário é o trabalho e as modificações necessárias para inovar e substituir até mesmo as peças estruturais dilatadas de produtos de construção, incluindo a formação de acabamentos externos.
Para manutenção extraordinária, é necessário um aviso prévio por escrito ao Departamento de Obras Públicas do Município, acompanhado de um relatório assinado de um técnico qualificado.
No final da entrevista, um aviso de conclusão do trabalho pode ser exigido, a pedido do Escritório, acompanhado de uma Declaração de conformidade estática elaborada por um técnico qualificado.
No entanto, o trabalho de manutenção extraordinário não deve durar mais de seis meses para uma comunicação, a menos que seja justificado por prolongamentos a serem obtidos e obtenha o mesmo procedimento descrito acima.
Restauração
Os trabalhos de restauração destinam-se a preservar as construções de edifícios e garantir a funcionalidade através de um conjunto sistemático de obras de acordo com os elementos tipológicos, formais e estruturais do próprio corpo.
O tipo de intervenção inclui:
(a) a restauração de aspectos arquitetônicos e, quando apropriado, a restauração de partes alteradas;
b) Consolidação estática, com substituição de peças, não recuperável sem modificação de posições e cotas, dos elementos estruturais fundamentais.
Para o trabalho de restauração, é necessária uma comunicação prévia por escrito para o Departamento de Obras Públicas do Município, acompanhado de um relatório assinado de técnico qualificado, complementado com elaborações técnicas apropriadas.
No entanto, o trabalho de restauração não deve durar mais de um ano para uma comunicação, exceto para qualquer extensão necessária para obter e obter o mesmo procedimento descrito acima.
No final da entrevista, a comunicação de fim de trabalho é necessária, se exigido pelo Escritório, com uma Declaração de Conformidade estática preparada por um técnico qualificado.
Restauração de conservação
O trabalho de restauração de restauração consiste principalmente na recuperação sanitária de materiais de construção para os quais é necessária a consolidação e integração dos elementos estruturais e a possível modificação da estrutura planimétrica, com o uso de materiais e técnicas diferentes da os originais, desde que sejam congruentes com os personagens dos artefatos.
Para intervenções de conservação, é necessária uma comunicação prévia por escrito para o Departamento de Obras Públicas do Município, acompanhado de um relatório assinado de técnico qualificado, complementado com elaborações técnicas adequadas.
O trabalho de restauração não deve, no entanto, durar mais de um ano para uma comunicação, com exceção de qualquer prolongamento justificado para ser solicitado e obtido pelo mesmo procedimento descrito acima. No final da entrevista, a comunicação de fim de trabalho é necessária, se exigido pelo Escritório, com uma Declaração de Conformidade estática preparada por um técnico qualificado.
Edifício renovação
Os trabalhos de reestruturação são aqueles que visam transformar os artefatos de construção através de um conjunto sistemático de obras que podem levar a um produto parcialmente ou completamente diferente do anterior.
Renovação de tipo A
Os trabalhos de reparação de construção de tipo A são aqueles que, mesmo que modificações, adições ou substituições de elementos estruturais não envolvam aumento de superfície e volume.
Os trabalhos de renovação de tipo A estão sujeitos a autorização emitida pelo gerente municipal relevante, mediante notificação por escrito ao Departamento de Obras Públicas do Município, acompanhado de um relatório técnico assinado, complementado com os desenhos técnicos apropriados.
No entanto, o trabalho de construção do tipo A não deve durar mais de dezoito meses a partir da data de recepção da autorização, com exceção de extensões prolongadas até um máximo de seis meses, a serem obtidas e obtidas pelo mesmo procedimento descrito acima.
No final da intervenção, a comunicação de conclusão do trabalho, se necessário, acompanhada de uma Declaração de Conformidade estática preparada por um técnico qualificado, é necessária, se solicitado pelo Escritório.
Renovação do prédio tipo B
As obras de renovação de tipo B também são aquelas que também permitem variações de superfície e recuperação de volume.
Neste tipo de intervenção, é permitido reconstruir partes de paredes de suporte perimétrico, desde que o posicionamento seja mantido.
As mudanças nas cotas horizonte são permitidas.
Novos elementos estruturais são necessários para a transformação de estruturas de construção ou suas partes.
As aberturas são criadas ou eliminadas, bem como a modificação das almofadas externas.
As operações de reestruturação estão sujeitas a autorização emitida pelo gerente municipal relevante, mediante notificação por escrito ao Departamento de Obras Públicas do Município, acompanhado de atos de relatório e design com a assinatura de um técnico qualificado.
No entanto, os trabalhos de construção do tipo B não devem durar mais de dois anos a partir da data de recepção da autorização, com exceção de extensões até um máximo de um ano, a serem obtidas e obtidas pelo mesmo procedimento descrito acima.
No final da entrevista, o aviso de conclusão do trabalho deve ser concluído, acompanhado de uma Declaração de Conformidade estática preparada por um técnico qualificado.
Demolição, reconstrução, substituição
As intervenções de demolição e reconstrução, quando omitidas a partir desses regulamentos, relacionam-se a estruturas que estão desmoronando e que não possuem valor arquitetônico; o novo artefato deve estar contido dentro dos limites geométricos do edifício existente, exceto para partes subterrâneas, e não terá que lidar com alinhamentos novos.
As operações de reconstrução e / ou substituição mencionadas no primeiro parágrafo estão sujeitas a autorização emitida pelo respectivo gerente municipal de acordo com o procedimento estabelecido pelo Regulamento da Polícia da Mortuaria para novas operações da planta.

Bancos de jornais funerários cuja construção remonta a mais de 50 anos, de valor arquitetônico particular, digno de proteção

No caso de intervenções em artigos manufaturados pertencentes à categoria acima mencionada, o início do trabalho deve ser autorizado por ordem formal pelo Gerente do Departamento de Obras Públicas.
No caso de artefatos incluídos no catálogo de bens culturais arquitetônicos, nos termos da Lei Regional n. 35 / 95, o Regulamento Municipal de Higiene e Construção e o Plano Regulatório Cimiterial, esta autorização só pode ser emitida após o parecer favorável da Comissão Local para a Paisagem de acordo com a Lei Regional nº. 32 / 2008.
No caso de um artigo manufacturado protegido pelo Ministério do Patrimônio Cultural, nos termos do artigo 12 do Decreto Legislativo 22 / 1 / 2004, no. 42 e modificações e aditamentos subsequentes, a autorização só pode ser concedida na sequência de um parecer favorável da Direcção Regional do Património Cultural e Património do mesmo Ministério, que deverá aprovar a opinião da referida Comissão.
Tempo para o procedimento de conclusão: Autorização para executar cemitérios: dias 60.
Anexos:
Baixe este arquivo (coprifossa_finelavori.pdf)Coprifossa. Termine o trabalho.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (coprifossa_manutenzioneordinaria.pdf)Coprifossa. Manutenção ordinária.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (coprifossa_nuovacostruzione.pdf)Coprifossa. Nova construção.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (Fine Works Crypt.pdf)Fine Works Crypt.pdf[Criptografia do módulo de trabalho fino.]0 kB
Baixe este arquivo (Fine Works Edicola.pdf)Fine Works Edicola.pdf[Módulo de edição pós-escritório.]0 kB
Baixe este arquivo (Start Jobs Crypt.pdf)Home Jobs Cripta.pdf[Cripto começar o módulo de trabalho.]0 kB
Baixe este arquivo (Start Works Edicola.pdf)Iniciar Trabalhos Edicola.pdf[New Post Office Post Start Module.]0 kB
Baixe este arquivo (manutenzionestraordinaria.pdf)Manutenção extraordinária.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (maintenance_ordera_declarationagibilita.pdf)Manutenção extraordinária. Declaração de Agilidade.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (maintenance_registration_declaration_facility_english.pdf)Manutenção extraordinária. Autorização sanitária-higiênica.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (manutenzionestraordinaria_finelavori.pdf)Manutenção extraordinária. Termine o trabalho.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (New Cripta.pdf)Nova construção Cripta.pdf[Novo módulo de construção de criptas.]0 kB
Baixe este arquivo (nuovacostruzione_edicola.pdf)nuovacostruzione_edicola.pdf[Novo módulo de construção editorial.]0 kB
Baixe este arquivo (nuovaedicola_dichiarazioneigienicosanitaria.pdf)nuovaedicola_dichiarazioneigienicosanitaria.pdf[Novo Módulo de Saúde de Saneamento Sanitário.]0 kB
Baixe este arquivo (Restore Crypt Categoria B6.pdf)Restore Kiosque Cripta Categoria B6.pdf[Restauração. O módulo para a categoria B6]0 kB
Baixe este arquivo (Restaurante Edicola Cripta.pdf)Restauração.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (restauro_finelavori.pdf)Restauração. Termine o trabalho.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (laugh.pdf)limpeza,[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (declaration_data_display.pdf)Limpeza, Declaração de Agilidade.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (risamento_dichiarazioneigienicosanitaria.pdf)Remediação, declaração de saúde higiênica.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (risamento_finelavori.pdf)Liquidação, Fim do trabalho.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (restructuring_a.pdf)Restauração de tipo A[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (restricted_a_declarationagibilita.pdf)Tipo de reestruturação A. Declaração de Aptidão.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (restructuring_a_dichiarazioneigienicosanitaria.pdf)Tipo de reestruturação A. Declaração sanitária higiênica.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (restructuring_a_finelavori.pdf)Tipo de reestruturação A. Trabalho de acabamento.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (restructuring_b.pdf)Renovação tipo B[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (restricted_b_declarationagibilita.pdf)Estruturação do Tipo B. Declaração de Agilidade.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (restricted_b_dichiarazioneigienicosanitaria.pdf)Tipo de reestruturação B. Declaração de higiene sanitária.[Formulário.]0 kB
Baixe este arquivo (restricted_b_finelavori.pdf)Tipo B. Reestruturação.[Formulário.]0 kB